RIO — Um decreto publicado em edição extra do Diário Oficial do Rio na noite desta sexta-feira, o governado Wilson Witzel flexibiliza as medidas de isolamento social no estado do Rio. No texto, entre várias flexibilizações, esta autorizado o funcionamento de shoppings centers e centro comerciais das 12h as 20 horas, com público máximo de 50%.

Leia também: Covid-19: Pelo 4º dia consecutivo, Brasil registra mais de mil mortes em 24h

rio de janeiro
Fernando Frazão/ABr
Rio afrouxa isolamento social


Também nesta sexta-feira, em outra edição extra do D.O, o governador do Rio determinou, a partir deste sábado, a volta do transporte intermunicipal, composto por ônibus, barcas e trem. O metrô permanecerá operando com até 50% da capacidade do número de passageiros. Witzel suspendeu a triagem e o controle de passageiros no acesso às estações de transporte, que deverão disponibilizar álcool 70% ou produto higienizador compatível com a demanda. Tanto funcionários como passageiros deverão utilizar máscara, para prevenir o contágio pelo coronavírus. As medidas foram publicadas em edição extraordinária do Diário Oficial.

Leia também: Fachin impede operações policiais em comunidades do Rio durante a pandemia

Nas linhas intermunicipais que fazem ligação entre municípios da Região Metropolitana, os ônibus poderão circular com todos os assentos ocupados, mas não está permitida a permanência de passageiros em pé. Já as linhas que fazem ligação entre a Região Metropolitana e o interior do estado deverão operar com apenas metade dos assentos disponíveis, sendo proibida a permanência de passageiros em pé. Há exceção, no entanto, para os municípios de Barra Mansa, Pinheiral e Volta Redonda. Nesssas cidades, permanece restrita a circulação de ônibus intermunicipal, fretado e vans nas conexões com outras cidades. O transporte coletivo entre os três municípios está mantido.

O transporte ferroviário, por sua vez, deverá operar com apenas 50% da capacidade de circulação, bem como o metrô. A operação do ramal Guapimirim permanecerá suspensa.

Leia também: Secretário de saúde do RJ diz que "só" 6 mil mortes por Covid-19 é número baixo

Nas barcas, o número de passageiros está limitadas à quantidade de assentos disponíveis. As estações Charitas e Cocotá permanecerão temporariamente fechadas..

    Veja Também

      Mostrar mais