policiais militares entram em portões
TV Bahia / Reprodução
Entre as festas interrompidas pela Polícia está a Pandemia Fest, que reuniu 39 pessoas em casa alugada


A Polícia Militar (PM) da Bahia recebeu denúncias de aglomerações que aconteciam na região metropolitana do estado. Na noite de ontem, 2, e madrugada de hoje, 3, a PM acabou com duas festas e três cerimônias religiosas. Reuniões estão proibidas devido à Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus .

As ocorrências se distribuem entre Salvador e o município Lauro de Freitas. Centenas de pessoas foram pegas em flagrante. Apenas duas portavam drogas.

Leia também: Covid-19: Região Norte é a que tem mais casos confirmados por milhão de pessoas

O estado adotou medidas de restrição devido ao avanço da pandemia na região. Segundo último levantamento da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, são 21.430 casos e 736 vítimas fatais.

A partir desta quarta-feira, foram determinadas novas medidas para intensificar as restrições. Entre elas, está o fechamento de serviços considerados não essenciais, toques de recolher entre 18h e 5h e interrupção do transporte intermunicipal.

Reuniões que contam com mais de 50 pessoas estão proibidas. Além disso, as aulas presenciais foram paralisadas e devem retomar apenas no dia 21 de junho.

Leia também: "Conseguimos barrar o crescimento dos casos", comemora governador da Bahia

Festas

A Pandemia Fest, que aconteceu em Lauro de Freitas, reuniu 39 pessoas, sendo 22 homes e 17 mulheres. Nenhuma delas foram detidas. A casa onde o evento deu lugar é alugada, e o dono do imóvel vai receber notificação da prefeitura.

Uma denúncia anônima foi feita pelo 156 e foram direcionados o local equipe composta por agentes da prefeitura e policiais militares. As reclamações incluíam grande volume de uso de bebidas alcoólicas e som alto. O grupo se mostrou de acordo com a interrupção da festa e deixou o local.

Enquanto isso, no bairro de Águas Claras, acontecia uma festa cujos 30 convidados estavam sob uso de álcool e entorpecentes. O som também estava alto. Após a denúncia, PMs da 3ª Companhia Independente foram ao local para interromper a festa, que acontecia no setor 1 do loteamento Condor.

Leia também: Covid-19: no Rio, câmeras vão monitorar distanciamento entre as pessoas

Lá, os PMs identificaram a presença de figuras do tráfico de drogas. Duas pessoas, sendo um menor de idade, foram apreendidos. Eles portavam quantidades excessivas de entorpecentes, o que caracteriza tráfico. Foram levados também 22 pinos de cocaína e quatro trouxas de maconha.

Culto religioso

A força-tarefa da 17ª Companhia Independente da Polícia Militar Uruguai flagrou uma aglomeração na região Baixa do Petróleo, no bairro de Massaranduba, na capital. Tratava-se de uma cerimônia religiosa que reunia dezenas de pessoas.

A Igreja Evangélica Batista da Península era a responsável pela organização do culto. Segundo a PM, a atividade terminou de forma pacífica e fiéis não foram conduzidos a prefeitura.

    Veja Também

      Mostrar mais