dois profissionais da samu colocam corpo em saco
Yan Boechat
Novo levantamento oficial aponta que Brasil tem 28.633 novos casos em 24 horas


O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira, 3, que 1.349 óbitos causados pela Covid-19 foram registrados no Brasil em 24 horas, sendo um novo recorde. Agora o total é de 32.548 mortes motivadas pela doença. A alta corresponde a um crescimento de 4,1 %. Dos óbitos, 408 foram nos últimos três dias.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, os novos casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil são 28.633, totalizando 584.016. O aumento foi de 4,9 %. Já a taxa de letalidade se manteve em 5,6 %.

Números do dia 3 de junho foram divulgados com três horas de atraso, às 22h. Assessoria de imprensa alega "problemas técnicos".



No levantamento da pasta da última terça-feira, o número de óbitos chegou a 31.199, com novo recorde de 1.262 registros em 24 horas . Já a quantidade de pessoas com a Covid-19 saltou para 555.383, sendo que o aumento foi de 28.936.

São Paulo continua sendo o estado que tem mais mortes, com 8.276 ocorrências. O Rio de Janeiro fica em segundo lugar, com 6.010 mortes. Como 256 novos registros, o estado do Rio teve hoje novo recorde de mortes em 24 horas.

Leia também: “Já peguei 20 vezes este vírus”, declara Bolsonaro sobre Covid-19

São Paulo também segue na liderança em número de casos, com 123.483 infectados pelo novo coronavírus. O estado do sudeste é seguido por Rio de Janeiro (59.240), Ceará (56.056), Pará (44.774) e Amazonas (44.374).

Tabela de dados sobre progressão da Covid-19 no Brasil
Divulgação/Ministério da Saúde
Tabela de dados sobre progressão da Covid-19 no Brasil


Leia também: Bolsonaro veta utilização de R$ 8,6 bilhões para combate à pandemia

O estado menos afetado é o Mato Grosso do Sul, que tem registro mantido em 20 mortes e 1.802 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia.

Ainda segundo o Ministério da Saúde , 312.851 pacientes com Covid-19 estão em acompanhamento, 238.617 estão recuperados e 4.115 óbitos ainda estão sob investigação.

    Veja Também

      Mostrar mais