Capital paulista atingiu o platô, segundo o comitê de contingência
Rovena Rosa/Agência Brasil
Capital paulista atingiu o platô, segundo o comitê de contingência

Em coletiva nesta terça-feira (2) no Palácio dos Bandeirantes, o secretário de desenvolvimento regional, Marco Vinholi, apresentou dados sobre a Covid-19 no estado de São Paulo e indicou que a pandemia apresentou uma desaceleração de 5,5% a partir da segunda quinzena de maio.

"Na primeira quinzena de maio, tínhamos 93% de crescimento no período; já na segunda quinzena nós chegamos a 87,5%, portanto, uma redução de 5,5%", apontou.

Veja também: Mortes por Covid-19 em São Paulo chegam a 7,9 mil

Em óbitos, também é possível notar uma redução na evolução. Na primeira quinzena de maio, o crescimento era de 80% e na segunda, 69% de crescimento, o que representa 11% de desaceleração. 

"Demonstra a eficácia da política implementada aqui durante o processo do isolamento homogêneo e também o processo que nós vivemos hoje aqui no estado de São Paulo", complementou Vinholi.

De acordo com o comitê de contingência, a capital paulista atingiu um platô - isto é, uma situação de pico contínuo que demora a cair.

Leia mais: Agentes penitenciários revelam insegurança para enfrentar covid-19

"A impressão que dá é que, na capital paulista, o platô esteja ocorrendo. Na porção da grande são paulo e algumas regiões do interior, provavelmente esse número ainda pode aumentar", disse Carlos Carvalho, o coordenador atual do comitê da Covid-19 no estado.

Primeiro epicentro da Covid-19 no Brasil, o estado de São Paulo é, atualmente, o 9º em número de mortes por milhão de habitantes.

    Veja Também

      Mostrar mais