homem de óculos
Reprodução/Youtube/TV Cultura
Nicolau dos Santos Neto foi condenado em 2006 a 26 anos de prisão pelo desvio de R$ 169,5 mi da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo. Está em prisão domiciliar

O ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, conhecido como Lalau, morreu neste domingo (31), aos 91 anos de idade. Ele estava internado em um hospital de São Paulo com pneumonia e sintomas de Covid-19.

A informação foi confirmada ao G1 pelo advogado do ex-juiz, Celmo Márcio de Assis Pereira. Um teste de coronavírus ainda não teve o resultado divulgado.

Leia também: Suíça vai devolver ao Brasil parte do dinheiro desviado pelo juiz Lalau

Nicolau dos Santos Neto ficou conhecido em 1998 no caso do superfaturamento na construção da sede do Fórum Trabalhista de São Paulo. Ele era presidente do TRT-2 (Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região).

Neto foi acusado de participar do desvio de quase R$ 170 milhões na obra e em 2006 acabou condenado a 26 anos e seis meses de prisão pelos crimes de desvio de verbas, estelionato e corrupção.

Leia também: Ex-juiz Nicolau dos Santos Neto é solto em SP

Após cumprir parte da pena em casa, ele foi transferido em 2013 para a Penitenciária 2 de Tremembé, conhecida como o "presídio das celebridades", no interior paulista. Dois anos depois, teve cassada a sua aposentadoria no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Permaneceu em Tremembé até junho de 2019, quando recebeu indulto para presos com mais de 60 anos e problemas de saúde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários