racismo
Ndeye Fatou / Instagram
Ndeye Fatou foi avisada das mensagens por um amigo

O Colégio Franco-Brasileiro, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, decidiu afastar quatro estudantes identificados pela polícia que escreveram mensagens racistas, ofendendo uma colega negra , a jovem Ndeye Fatou Ndiaye, de 15 anos.

Leia mais: Mãe reencontra bebê sequestrado no hospital por falsa enfermeira; assista

As investigações estão sendo feitas pela 9ª DP (Catete) como auto de infração, que se equipara ao delito de injúria por preconceito . Um representante da unidade escolar também foi chamado para prestar depoimento. De acordo com a Polícia Civil, após todos serem ouvidos, o procedimento será encaminhado ao Ministério Público Estadual.

Leia: Morte de homem negro por policiais nos EUA gera protestos

Em um grupo de WhatsApp , os jovens diziam que negros “fedem a chorume” e que venderiam a colega em um site de negócios na internet, entre outros comentários racistas. Após a revelação dos prints, os pais de Fatou decidiram tirar suas duas filhas da escola. A menina estudava na instituição desde os cinco anos de idade.

    Veja Também

      Mostrar mais