As favelas da cidade do Rio de Janeiro, segundo dados coletados pelo portal Voz das Comunidades até a última quarta-feira (20), ultrapassam o número de mortes por Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-coV-2), de 15 estados brasileiros.

Leia também: Enfermeiro choca ao mostrar efeitos do tratamento de Covid-19

Uma das ruas da Rocinha%2C na Zona Sul do Rio%2C com muita aglomeração na última terça-feira
Pedro Teixeira/Agência O Globo
Uma das ruas da Rocinha, na Zona Sul do Rio, com muita aglomeração na última terça-feira

No total, 13 comunidades registraram mortes por Covid-19 . A Rocinha e o Complexo da Maré têm as piores situações. 

Leia também: Médico adia aposentadoria para atuar na pandemia e morre de Covid-19

Se for levada em consideração a proporção de mortes para cada 100 mil habitantes, as favelas do Rio teriam 46,6. Em contraste, o estado com maior proporção de mortes por 100 mil habitantes é o Amazonas, com 36.

A população dessas 13 favelas juntas é de 369 mil pessoas, de acordo com o Censo de 2010. Dos 15 estados com menos mortes por Covid-19 , apenas três têm população inferior a um milhão de habitantes.

Leia também: Covid-19: Brasil registra mais de mil mortes em 24 horas; total vai a 17,9 mil

Levando em relação a proporção populacional, o número de óbitos por Covid-19 em favelas do Rio  (174) ultrapassam estados como Roraima (64), Mato Grosso do Sul (17), Mato Grosso (32), Tocantins (42), Roraima (64), Sergipe (69), Distrito Federal (77), Acre (76), Goiás (78), Piauí (87), Rondônia (90), Santa Catarina (94), Paraná (137), Amapá (142), Rio Grande do Sul (161) e Rio Grande do Norte (170). O núme

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários