um senhor está parado com as mãos na cintura em frente a loja fechada
Amanda Perobelli/Reuters
"Não podemos achar normal que 60 a 80 cearenses morram", diz Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza


Em lockdown desde o último dia 5 , Fortaleza, no Ceará, seguirá com a medida até o dia 31 de maio, segundo o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito da capital, Roberto Cláudio (PDT). O primeiro prazo da medida acabava hoje, mas foi estendida.

Santana diz que fez reuniões com sua equipe técnica para avaliar os dados da pandemia do novo coronavírus no estado. Foi levada em consideração a taxa de isolamento atingido, testes feitos e projeção de infecções e mortes.

O governador disse que o isolamento social é a principal medida para frear os impactos da pandemia . O estado é o segundo no país no ranking de número de casos , com 18.010.  Setenta e cinco mil testes para Covid-19 foram feitos.

Apesar de considerarem que conseguiram atingir um bom nível de isolamento social, a marca de 70% ainda não foi atingida. Mas o prefeito de Fortaleza afirma que a velocidade de contaminação foi reduzida e o sistema público de saúde está se incrementando para atender aos pacientes.

“A economia é importante, mas nenhum outro valor tem de estar à frente da proteção da vida e da valorização da saúde. Não podemos achar normal que 60 a 80 cearenses morram por dia de uma doença infectocontagiosa", disse Cláudio.

O governador aponta que, apesar do avanço, o estado está perto de uma estabilização, graças ao lockdown . "E como nossas decisões são sempre pautadas em estudos, na ciência e no que dizem os profissionais de saúde, vamos continuar a praticar o isolamento e o distanciamento social, tudo para minimizar os impactos da pandemia", afirmou Santana.

    Veja Também

      Mostrar mais