Na última segunda-feira (18), o prefeito de Nova York , Bill de Blasio, comunicou que quem nadar no mar da cidade, desafiando as ordens de quarentena , será retirado da água pelas autoridades.

Leia também: Covid-19: Mortes em São Paulo chegam a 2.511 e casos passam de 30 mil

Prefeito de Nova York%2C Bill de Blasio
Reprodução/Twitter
Prefeito de Nova York, Bill de Blasio

Em uma entrevista coletiva, Bil de Blasio afirmou que a polícia e o Departamento de Parques se organizam para monitorar a situação, enquanto a prefeitura se prepara para colocar grades nas praias se for necessário.

Leia também: Laboratório diz ter descoberto anticorpo contra Covid-19 e vê ações subirem 170%

As praias dos estados de Nova York, Delaware, Connecticut e Nova Jersey serão reabertas antes do feriado prolongado do Memorial Day, na próxima segunda-feira, dia 25, considerado a abertura do verão americano.

Todavia, o governador de Nova York, Andrey Cuomo, disse que as autoridades locais podem decidir mantê-las fechadas. "Eu já disse antes e direi novamente: não abriremos nossas praias no Memorial Day. Não é seguro. Não é a coisa certa a fazer no epicentro desta crise", disse o mandatário.

Leia também: Covid-19: Mortes em São Paulo chegam a 2.586 e casos passam de 31 mil

A cidade de Nova York foi o epicentro do novo coronavírus (Sars-coV-2) nos EUA, com mais de 193 mil casos e quase 16 mil mortes até a última segunda-feira (18).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários