jornalista
Facebook / Reprodução
Jornalista Leonardo Pinheiro

O jornalista e pré-candidato a vereador pelo Patriota Leonardo Pinheiro, de 39 anos, foi morto a tiro, na tarde desta quarta-feira, no bairro Parati, em Araruama, na Região dos Lagos do Rio. Ele mantinha a página "A Voz Araruemense", onde postava vídeos de reportagens que fazia nas ruas.

Leia também: Bolsonaro encontrou antigo chefe da PF do Rio, após ele ser nomeado para cargo

De acordo com informações da polícia , Leonardo fazia uma entrevista quando homens que estavam num carro se aproximaram e dispararam contra o jornalista . Em seguida, eles fugiram. Leonardo morreu no local.

Em nota, a Polícia Civil informou que "de acordo com a 118ª DP, foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Leonardo Pinheiro, ocorrida nesta quarta-feira (13), em Araruama. Perícia foi realizada no local. Diligências estão em andamento para esclarecer o caso".

O diretório estadual do Patriota lamentou a morte do jornalista . "É com muito pesar que o diretório estadual do Patriota do Rio de Janeiro comunica a morte do nosso filiado e pré-candidato a vereador por Araruama Léo Pinheiro. Ele foi vítima de homicídio no bairro Parati enquanto participava de uma entrevista ao lado de moradores da comunidade.

Léo Pinheiro esteve à frente do projeto Casa da Família, em que demonstrava toda sua vocação comunitária no sentido de auxiliar o povo daquela cidade da Região dos Lagos.

Leia também: No Rio, 19 familiares de Bolsonaro estão sob investigação

Lamentamos profundamente que a vida de um companheiro nosso tenha se perdido graças a mais um de tantos casos de violência no estado do Rio de Janeiro . Nossos pêsames aos familiares e nossa solidariedade a toda população de Araruama que perde um lutador pelas boas causas da comunidade".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários