acampamento
Reprodução
Grupo foi comparada a uma "milícia armada" pelo MP


O acampamento de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), montado em Brasília, pode acabar a qualquer momento, se a Justiça do Distrito Federal acatar o pedido do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) para sua desmobilização . O órgão está comparando o grupo a uma "milícia armada" e pede ainda a "proibição total, ainda que por tempo determinado, das manifestações públicas com aglomeração de pessoas".

No requerimento, o MP solicita uma liminar que implique no fim do acampamento, assim como a realização de movimentos similares em todo o país. Além disso, a Justiça recebeu um pedido para realizar ações de revista e busca e apreensão nos participantes, "visando a encontrar e apreender armas de fogo em situação irregular ou cujos possuidores não possuam autorização legal para o porte".

Segundo o Ministério Público, pode ser necessário usar as forças de segurança para impedir atos com aglomerações e a abertura de processo criminal contra quem descumprir a norma. O processo vai ser avaliado pela 7ª Vara de Fazenda Pública do DF.

    Veja Também

      Mostrar mais