covid-19
Reprodução
O secretário disse que é necessário que o ministério apure junto aos municípios e Estados se estes casos realmente existiram


O Ministério da Saúde está investigando a existência de 39 casos de Covid-19 anteriores ao primeiro registro da doença no país, constatado em 26 de fevereiro. Segundo o secretário substituto da Secretaria de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, foram identificadas, no sistema de informação,  ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) antes de 26 de fevereiro.

De acordo com Macário, a pasta solicitou aos Estados, com registros anteriores ao dia 26 de fevereiro, que comecem um processo de investigação. "Para ver se eles realmente foram casos que tiveram a data de início dos sintomas antes do dia 26 de fevereiro, ou se são somente casos digitados equivocadamente com essas datas anteriores".

O secretário declarou que é necessário que a apuração aconteça em conjunto entre o Ministério da Saúde, municípios e Estados se tais casos, de fato, existiram. "É necessário que esses Estados realizem esse processo de análise e de verificação dos dados, para que aí sim a gente possa, com base em todo o processo de investigação, definir se esses casos tiveram sintomatologia antes do dia 26, ou se se trata apenas de um erro de digitação", afirmou.

    Veja Também

      Mostrar mais