Poucos testes feitos em MG chama atenção para subnotificação
Agência Brasil
Poucos testes feitos em MG chama atenção para subnotificação


Segundo levantamento realizado pela Secretaria do Estado da Saúde (SES) de Minas Gerais, somente 16,7% de casos suspeitos de Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus, foram testados. Número corresponde ao período de 12 de março e 6 de maio. Dos 91.618 possíveis infectados, apenas 15.313 realizaram a testagem .

Dentro do período informado, que corresponde a 55 dias, estima-se que apenas 277 testes eram realizados diariamente. Com esse ritmo de testagem, apenas 0,0007% da população de Minas Gerais terá acesso ao recurso. SES informou que, em laboratórios credenciados, até 2 mil exames diários estão disponíveis.

Leia também: OMS se preocupa com "séria cegueira" de países contra a Covid-19

Você viu?

Segundo informações divulgadas hoje, 11, é possível que o estado ultrapasse 100 mil casos notificados. Até ontem, 1.076 casos eram suspeitos. Esses casos suspeitos são encaminhados como “quadro respiratório agudo, suspeito de estar infeccionado por SARS-COV-2”.

Critérios

A secretaria divulgou uma nota em que esclarece quais são os critérios que fazem com que um teste deva ou não ser feito. A quantidade, segundo a entidade, pode variar, dependendo do número de amostras vindas de laboratórios.

Além disso, pessoas que não pertencem a grupos de risco ou tenham sintomas leves ou nenhum não serão testadas.

Segundo a SES, devem ser testadas pessoas que apresentem Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), profissionais da área da saúde que tenham sintomas, mortes que possam ser relacionadas com a Covid-19 e em casos em que a SRAG aconteçam em ambientes com pouca ventilação — que é o caso de casas de repouso, asilos , unidades penitenciárias e hospitais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários