witzel fala ao publico
Eliane Carvalho
Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel


Após registrar 189 mortes no estado e totalizar 1.394 óbitos, o governador Wilson Witzel pode decretar lockdown (ou seja, paralisar as atividades) no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), Witzel pediu por "proposta de conteúdo com subsídios" para iniciar nova fase de restrições para conter o novo coronavírus.

A possível decisão aconteceu após MP ter enviado estudo organizado pela Fiocruz que abordava a necessidade de adotar a medida emergencial . O Governo Estadual não chegou a dar um prazo para divulgar a proposta.

Antes das 189 mortes, informações da Secretaria de Estado de Saúde apontam que o máximo de mortes em um dia registradas pelo estado foi de 82. A MP afirma que em ofício, Witzel fala sobre o aumento de infectados pela Covid-19 e em colapso do sistema de saúde.

Witzel segue no texto direcionado ao MP informando que os esforços para continuar atender aos pacientes e frear um ápice na situação do novo coronavírus não estão “sendo suficientes”.

Sobre o isolamento social , o governador afirma que o esperado de 70% de confinamento não foi atingido porque população “não aderiu” a medida. Ele continua dizendo que as aglomerações continuaram acontecendo em diversas localidades.

Witzel justifica ainda ao MP que o lockdown foi a medida encontrada por outros países para conseguir aliviar o número de infectados e de de vítimas fatais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários