Favela do Moinho
Reprodução/Twitter
Confronto aconteceu na favela do Moinho, no centro da cidade.

A Polícia Militar de São Paulo coibiu com bombas de efeito moral e gás de pimenta um protesto de moradores da favela do Moinho , que no fim da manhã desta quarta-feira interditaram o trânsito de vias da região central da capital.

Leia também: Covid-19: Mortes no Brasil chegam a 5,4 mil; casos confirmados são 78 mil

Trechos da linha 8-diamente da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) também foram interrompidos pelos moradores, que colocaram galhos de árvores nas vias e na linha de trem.

Depois de dispersar a manifestação na via, policiais militares perseguiram moradores dentro da comunidade, onde jogaram mais bombas. Até 14h30 desta quarta, a assessoria de comunicação social da Polícia Militar de São Paulo, ainda não sabia informar a razão do protesto e se houve prisão.

Em meio à confusão, testemunhas no local informaram ter ocorrido uma tentativa de arrastão por parte de criminosos da região, mas a informação não foi confirmada.

    Veja Também

      Mostrar mais