Espaço público interditado no Rio de Janeiro
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Espaço público interditado no Rio de Janeiro

A partir desta quarta-feira (22) passou a ser obrigatório o uso de máscara ou cobertura de nariz e boca em espaços públicos de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. A medida também entra em vigor nesta quinta (23) na cidade do Rio de Janeiro.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

Outras capitais brasileiras já haviam adotado o uso de máscara como regra – Salvador e Florianópolis, por exemplo. Em Minas, outras cidades também já seguiam a medida. É o caso de Betim, na região metropolitana, onde violar a medida custa uma multa de R$ 80. 

Em Belo Horizonte , o decreto assinado pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD),, determina a obrigatoriedade da proteção em estabelecimentos comerciais, industriais ou de serviços, que devem impedir a entrada de pessoas sem o equipamento e, mesmo com máscaras, devem limitar o número de pessoas em seus interiores.

Na capital fluminense, a proteção será obrigatória em deslocamentos nos espaços públicos, como ruas e praças, e em estabelecimentos comerciais, transporte, público ou privado, e ambientes de trabalho. A ideia da prefeitura do Rio de Janeiro é que nesse primeiro momento ocorra a conscientização da população, mas depois será anunciado punições para aqueles que violarem a medida.

Leia também: Profissionais de enfermagem são agredidos a caminho do trabalho em São Paulo

No estado de Minas Gerais, o uso da máscara também virou obrigatório em todos os municípios, em estabelecimentos comerciais ou para profissionais que fazem atendimentos do público, em órgãos ou entidades públicas, nas penitenciárias, centros socioeducativo, em lotéricas, no transporte e em asilos. O equipamento deve ser fornecido gratuitamente pela entidade.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários