Casos aconteceram em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro
Adriano Machado/Agência Brasil
Casos aconteceram em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro

Um diretor, uma professora e dois alunos da rede estadual de Educação do Rio morreram após contraírem o novo coronavíru s, de acordo com o secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes. Em um vídeo publicado nas redes sociais, na tarde desta sexta-feira, o secretário afirmou que as mortes ocorreram nas últimas horas. Fernandes também afirmou que as unidades estaduais permanecerão fechadas, apesar de o presidente Jair Bolsonaro ter defendido a reabertura das escolas, em declaração feita na portaria do Palácio Alvorada, na noite desta quinta-feira.

Leia também: "É um risco que eu corro", reconhece Bolsonaro sobre reabertura do comércio

O secretário Pedro Fernandes não deu informações sobre os alunos vitimados pela Covid-19 . Os dois servidores que morreram em decorrência da infecção pelo vírus foram Carlos Henrique Ferreira da Silva, que era diretor do Ciep 198 - Profa. Roza Ferreira de Mattos, em Duque de Caxias, e a professora Alice Lopes, que lecionava Artes nos colégios estaduais Estefânia Pereira Pinto e Doutor José Pereira Pinto, em Campos dos Goytacazes.

"Aproveito para novamente pedir a todos que se cuidem, que atendam às recomendações das autoridades de saúde do estado e, ao mesmo tempo, quero tranquilizar a todos que por maios que o Governo Federal tenha recomendado a reabertura das escolas, nós ouviremos e acataremos apenas as recomendações do governador e do secretário de Saúde. As escolas ficarão fechadas até que o governador e o secretário de Saúde entendam que exista a mínima segurança para retomarmos o trabalho", afirmou Fernandes no vídeo.

Leia também: Governos da América Latina deixam cidadãos no escuro sobre Covid-19

O secretário também anunciou que testou negativo para o novo coronavírus , apesar de ter tido contato com o governador.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários