Recentemente o governador João Doria (PSDB) anunciou o decreto de quarentena em São Paulo, devido à pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2). Desde a iniciativa do mandatário, a Polícia Militar passou a registrar a cada 1 minuto, em média, uma ligação para denunciar comércios abertos irregularmente.

Leia também: Casos confirmados da Covid-19 chegam a 2 milhões no mundo; mortos são 130 mil

Polícia Militar
Jovem Pan/Divulgação
Polícia Militar

Leia também: Covid-19 e mensalidades escolares: tire suas dúvidas

O apontamento não inclue outros 1.809 atendimentos da Polícia Militar relacionados ao novo coronavírus . “[Nesse total] entra uma série de possibilidades de ocorrências. Pedidos de orientação, pedidos de socorro, até se alguma pessoa eventualmente infectada não está em isolamento”, disse o tenente-coronel Emerson Massera, porta-voz da PM paulista, à Folha .

Leia também: Covid-19 e mensalidades escolares: tire suas dúvidas

Pelo decreto de quarentena publicado pelo governo de São Paulo, que continua em vigor até pelo menos o próximo dia 22, apenas estabelecimentos considerados essenciais podem manter as portas abertas, como supermercados, farmácias e padarias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários