Indígena sendo examinado arrow-options
Arquivo pessoal
Primeira indígena infectada com Covid-19 foi diagnosticada no dia 1º de abril

Uma bebê de dois meses com quadro de desnutrição é a primeira indígena da etnia warao, de origem venezuelana, a contrair o novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil. Os indígenas da Venezuela são considerados grupos de risco por conta da saúde precária no país.

Somente no ano passado, oito indígenas morreram em Manaus, com quadros de doenças respiratórias e desnutrição, entre outras doenças.

A criança diagnosticada com a Covid-19 morava em um abrigo municipal de Manaus, atualmente com cerca de 380 pessoas. Segundo os indígenas, o local sofria com a falta de água, pouca comida e superlotação.

Leia também: Casos confirmados da Covid-19 chegam a 2 milhões no mundo; mortos são 130 mil

A criança faz parte de um grupo de 157 waraos transferidos há duas semanas do abrigo municipal no superlotado bairro Alfredo Teixeira, na zona leste, para um centro esportivo adaptado. Ela está internada em um leito clínico e apresenta quadro estável.

Os waraos começaram a chegar em grandes números ao Brasil a partir de 2017, fugindo da crise venezuelana. Atualmente, as estimativas são de que há cerca de 4.000 pessoas espalhadas por diversas cidades, incluindo Belém, Ribeirão Preto, Campinas, Fortaleza, Rio Branco (AC) e Imperatriz (MA).

    Veja Também

      Mostrar mais