Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel
Eliane Carvalho
Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), defendeu nesta quinta-feira (9) que prefeitos atuem mais para estabelecer a quarentena preventiva do novo coronavírus (Sars-Cov-2). 

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

“Os prefeitos têm que botar fita e barreira. O calçadão está movimentado? Vai lá e fecha. Tem camelô? Isola", afirmou Witzel à TV Globo. "As pessoas ainda não entenderam a gravidade do problema. Aquele que está na rua hoje está levando risco para toda a sociedade. Por isso ele deve ficar em casa".

O governador é defensor do isolamento social. Ele acredita que as pessoas ficarem em casa é a principal medida para conter o novo coronavírus , principalmente nas áreas mais pobres. 

Leia também: De gripezinha a "não é tudo isso": vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

Witzel afirma que, caso for necessário, polícias podem ser utilizados para fiscalizar se a quarentena está sendo realizada e atuar em casos de violação. “É preciso ter instrumentos para, se precisarmos, termos medidas mais duras", disse.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários