amazonas
Reprodução
Rede Pública de Saúde corre risco de colapso no Amazonas

O governo do estado do Amazonas reforçou, nesta quinta-feira (9), a recomendação de distanciamento social como medida para conter o avanço dos contágios pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Com 899 casos confirmados, o estado possui apenas seis leitos de UTI restantes na rede pública de saúde. 

O estado possui 69 leitos adaptados para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), dos quais 63 já estão ocupados. O número corresponde a 91% do total. O Amazonas já registrou 40 mortes causadas por Covid-19

Entre as medidas tomadas pelo governo para lidar com a situação, está a adaptação de um hospital privado que irá funcionar temporariamente como hospital de campanha. O espaço foi alugado e deve seguir disponível enquanto durar a pandemia. Em coletiva de imprensa, a secretaria de saúde afirmou que a expectativa é de 400 leitos clínicos. 

Leia mais: Saúde diz que estudos sobre plasmas evolui 'muito bem' e terá desfecho em breve

No balanço mais recente do Ministério da Saúde, Manaus aparece na terceira posição entre as cidades com maior número impacto da pandemia no país - dado calculado considerando o número de infecções para cada 100 mil habitantes.


    Veja Também

      Mostrar mais