Na última quarta-feira (08), um homem - com suspeita de ter contraído o novo coronavírus (Sars-coV-2) - agrediu membros da equipe de saúde da UPA no bairro de Sitio Cercado, em Curitiba. 

Leia também: Hospital erra e família enterra homem morto de Covid-19 em vez de familiar idosa

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que aconteceu o incidente arrow-options
Reprodução
Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que aconteceu o incidente

Leia também: Covid-19: EUA voltam a bater recorde de mortes diárias; total é de quase 15 mil

O homem de 40 anos teria cuspido e espirrado sangue contra funcionários da unidade e atingido com um soco um médico que tentava contê-lo. Segundo relatório do sindicato da UPA, o médico Igor Onaka foi chamado para auxiliar no atendimento do paciente que apresentava sintomas da Covid-19 , mas que recusava a internação.

Leia também: Covid-19: Restrições à circulação devem seguir critérios técnicos

Ainda de acordo com o documento, com a chegada do médico o paciente arrancou o cateter de oxigênio e o acesso venoso que tinha no braço, o que provocou a perda de sangue. Enquanto profissionais tentavam imobilizá-lo, ele deu um soco no rosto do médico, que ficou sujo pelo sangue do homem e dele mesmo. Ainda não se sabe se o mesmo tinha, de fato, Covid-19 .

    Veja Também

      Mostrar mais