Bolo de chocolate
shutterstock
Laudo apontou que o bolo ingerido pela criança continha drogas.

A mãe de uma criança de um ano de idade que morreu depois de ter comido um bolo com droga irá à júri popular. O caso aconteceu em maio de 2018 no município de Manoel Urbano, no interior do estado do Acre .

Leia também: Guarda municipal é preso acusado de matar adolescente em Campinas

Kelly Melo de Almeida, a mãe da vítima, será julgada por homicídio doloso . O julgamento do caso está previsto para acontecer em novembro deste ano. A decisão de pronúncia foi assinada pela juíza Ana Paula Saboya e divulgada pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) nesta segunda-feira (6).

A filha de Kelly, Kethelly, morreu no dia 25 de maio de 2018 no hospital de Manoel Urbano. A mãe havia preparado um bolo para levar para o marido que estava em um presídio de uma cidade vizinha. O atestado de óbito de Kethelly apontou intoxicação como a causa da morte.

Um laudo apontou que o material ingerido pela criança continha drogas. Outros dois adolescentes que também comeram o bolo passaram mal mas foram liberados do hospital nos dias seguintes.

    Veja Também

      Mostrar mais