O dia primeiro de abril é conhecido mundialmente como "dia da mentira". No Brasil, as tags #DiadaExtremaImprensa e #BolsonaroDay foram ao topo das tendências do Twitter e mostraram polariazação do Brasil em tempos de covid-19.

A crítica à imprensa (#DiadaExtremaImprensa) tem, até esta publicação, 73 mil citações. Elas ironizam veículos como a Rede Globo e seus jornalistas. Na tag, pessoas chamaram a imprensa de "mentirosa" e compartilharam também informações ultrapassadas ou inverídicas sobre o novo coronavírus .



Enquanto isso, a tendência que cita o presidente Jair Bolsonaro (#BolsonaroDay) apareceu 45 mil vezes no Twitter. O tema do covid-19 também esteve nos posts que insinuam que Bolsonaro mente: os internautas citaram a fala do presidente em que chamou a doença de "gripezinha".


As tendências demonstram a divisão entre os apoiadores e críticos aos governo Bolsonaro. Enquanto os ataques à imprensa têm sido incentivados pelo presidente e replicados por seu eleitorado, seus opositores citam o mesmo fato como uma queda na credibilidade do governo.


    Veja Também

      Mostrar mais