coronavírus arrow-options
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Brasil tem regiões vulneráveis ao combate da Covid-19

Um levantamento do IEPS (Instituto de Estudos para Políticas de Saúde) apontou que o número de UTIs no SUS (Sistema Único de Saúde) não é suficiente para enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2) e algumas áreas podem ficar mais vulneráveis ao vírus.

Leia também: Governo anuncia pacote de R$ 200 bilhões para saúde e empregos

As regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e Campo Grande (MS), além de Guarulhos (SP) foram as que se destacaram no estudo. A cidade carioca tem leitos adultos abaixo do mínimo e a taxa de mortalidade por doenças semelhantes à  Covid-19 é de 69,3 por 100 mil residentes, muito acima da média.

"Não há UTIs suficientes, principalmente em algumas localidades do país", constatou a médica Ana Maria Malik, professora da FGV e uma das autoras da pesquisa, ao Portal UOL .

mapa arrow-options
Reprodução/ ieps
Mapa da falta de leitos de UTIs para adultos na rede do SUS

A pesquisa ainda aponta que 72% das regiões do Brasil tem menos leitos para adultos do que recomenda o Ministério da Saúde . Outras 142 não tem nenhum leito de UTI disponível no SUS, o que significa 14,9% da população que necessita do serviço não terá acesso aos leitos.

Leia também: Estudos avançam na busca de medicamentos contra a Covid-19

Apesar da colocação do Rio de Janeiro e Guarulhos no estudo, a falta de leitos para o combate a Covid-19 é mais grave no Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

    Veja Também

      Mostrar mais