prédio
Reprodução
Hospital Sírio-Libanês em São Paulo

Cento e quatro colaboradores de diversas áreas do Hospital Sírio-Libanês , em São Paulo, foram afastados de suas funções devido ao diagnóstico positivo para o novo coronavírus (SARS-COV-2). Os funcionários foram afastados por 14 dias, tempo recomendado de quarentena para quem foi infectado. 

Leia mais: Covid-19: União poderá pagar parte do salário de trabalhadores com contrato suspenso

De acordo com a assessoria da instituição, os trabalhadores foram afastados no momento em que manifestaram os primeiros sintomas e foram considerados suspeitos , realizando o teste.

Enfermaria, limpeza, recepção e manutenção são algumas das áreas que mantém contato com os pacientes e, por isso, tem histórico de funcionários infectados. 

De acordo com o último boletim divulgado pela secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, existem 1.451 casos confirmados e 98 mortes causadas pelo Covid-19 no estado. A capital lidera o número de casos no país, que possui, ao todo, 4.256 pessoas infectadas pelo novo coronavírus


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários