Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Presidente Jair Bolsonaro

O Hospital das Forças Armadas, que atendeu o presidente Jair Bolsonaro na realização dos dois testes para identificar o contágio do novo coronavírus, apresentou ao Governo do Distrito Federal uma lista em que omite o nome de duas pessoas que testaram positivo para a Covid-19. A informação foi divulgada nesta terça-feira (24) pelo jornal Folha de São Paulo.

Leia também: Bolsonaro edita Medida Provisória e muda Lei de Acesso à Informação

Ainda de acordo com a publicação, o hospital comunicou 17 casos de infecções da doença, sendo que 15 deles já foram identificados. Entrentanto, Bolsonaro não está nesta lista. Segundo o governo local, as identidades destes outros dois pacientes serão mantidas em sigilo.

O presidente já esteve envolvido em algumas polêmicas sobre o coronavírus, desde  frases minimizando os efeitos da doença até o fato de que muitos dos integrantes da comitiva que o acompanharam em viagem aos EUA terem testado positivo.

Em duas oportunidades, o presidente se submeteu a exames para confirmar se também havia sido contaminado e teve respostas negativas. Entretanto, até o momento, não apresentou provas que confirmasse tal diagnóstico. Tal postura fez com que a juíza Raquel Soares Chiarelli, da 4ª Vara da Justiça Federal em Brasília, determinasse na última sexta-feira que o hospital apresentasse a lista com todos os pacientes.

Leia também: Festa de noivado de classe alta no Rio propagou coronavírus, diz revista

Sobre a comitiva que esteve nos EUA , 23 integrantes já foram infectados com o novo coronavírus . Entre eles, estão o chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social Fábio Wajngarten e os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Bento Albuquerque (Minas e Energias).

    Veja Também

      Mostrar mais