Agência Brasil

Witzel
Rogério Santana
Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel


A Riofarmes, farmácia pública que distribui gratuitamente medicamentos especializados de alto custo para o público no Rio de Janeiro , decidiu se mantere funcionando normalmente durante a pandemia do novo coronavírus. A farmácia, vinculada ao governo do estado, também liberou que pacientes em grupo de risco para a doença possam indicar um representante para retirar seus remédios.

A farmácia, que tem unidades nas cidades do Rio, Duque de Caxias e Nova Iguaçu, também adotou medidas como um maior espaçamento entre as cadeiras, localizadas na área externa. O atendimento interno está sendo feito em pequenos grupos.

Leia também: Espanha registra mais de mil mortes causadas pelo coronavírus

Os remédios que têm estoque suficiente podem ser retirados em quantidade equivalente a mais de um mês de uso, para que as pessoas não precisem retornar com frequência.

Filas devem ser evitadas

A Riofarmes também está solicitando que as pessoas cheguem com antecedência máxima de 30 minutos do agendamento. É para evitar grandes filas de espera, e que as pessoas mantenham a distância de pelo menos um metro umas das outras.

O funcionamento é de segunda a sexta -feira, de 8h às 17h, e o atendimento é por agendamento prévio.

As orientações para cadastro do representante e modelo de declaração autorizadora estão disponíveis no endereço eletrônico https://www.saude.rj.gov.br/medicamentos/medicamentos-especializados/como-ter-acesso .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários