covid-19 máscara
Fernando Frazão/Agência Brasil
Governo paralisou diversas instituições no Distrito Federal e em outros estados do país

O presidente do Hospital Albert Einstein, médico-cirurgião Sidney Klajner, afirmou que para cada caso notificado do covid-19 , o novo coronavírus, existem outros 15 infectados sem diagnóstico no Brasil. A previsão  é que o pico dos casos da pandemia no país ocorra no início de abril.

Leia também: Governo federal manda fechar fronteiras com oito países da América do Sul

A subnotificação de casos é vista como um problema adicional para o país. "Até pelo fato de muitos casos serem assintomáticos, como pode ocorrer com as crianças, por exemplo", explicou Klajner. 

Na visão de Klajner, "é muito importante que as pessoas se conscientizem da importância de permanecer em casa" para evitar que o vírus avance. No Einstein, o número de casos suspeitos saltou de 12 casos suspeitos, há dois dias, com 4 confirmações, para 45 internações e 21 confirmados nesta quinta-feira (19). Sete pacientes estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Leia também: Brasil tem 534 casos confirmados de Covid-19

"É importante se conscientizar de que a única forma de a gente mitigar o impacto dessa epidemia é não disseminar o coronavírus , permanecer em casa, porque o quadro é grave", disse ao Estado de São Paulo. 

Pandemia

As secretarias estaduais de saúde contabilizam 534 infectados pelo  covid-19 em 20 estados e no Distrito Federal. O último balanço realizado pelo Ministério da Saúde aponta para 428 casos. Até o momento, seis mortes por covid-19, o novo coronavírus, foram registradas no Brasil, quatro em São Paulo e duas no Rio de Janeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários