mulher falando em microfone
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Flordelis durante discurso no plenário da Câmara

Dois filhos da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD) prestaram depoimento nesta quarta-feira (11), na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, na segunda fase das investigações da morte do pai, o pastor Anderson do Carmo. Daniel dos Santos de Souza e o vereador Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, permaneceram na unidade durante cerca de quatro horas.

Daniel e Misael foram os primeiros filhos a denunciarem as suspeitas de envolvimento de Flordelis na morte do pastor Anderson. Misael, em depoimento prestado um dia após o assassinato, afirmou acreditar que a mãe havia sido a mandante do crime. Já Daniel afirmou suspeitar do envolvimento da mãe e de três irmãs na morte de Anderson.

Leia também: Caso Flordelis: aparição de celular na casa de senador é "erro da operadora"

Outros filhos de Flordelis também devem ser intimados para prestarem depoimento na DH. No fim de janeiro, o delegado Allan Duarte assumiu as investigações do caso. Ele substituiu a delegada Bárbara Lomba, que estava à frente da DH de Niterói e São Gonçalo, mas foi transferida para outra delegacia, a 11ª DP (Rocinha).

Na segunda fase das investigações, a polícia investiga a participação de outras pessoas no crime, entre elas a própria Flordelis.

Dois filhos da deputada - Lucas Cezar dos Santos de Souza e Flávio dos Santos Rodrigues - estão presos por envolvimento na morte do pastor. Na próxima quinta-feira, Flávio vai dar depoimento sobre o caso na 3ª Vara Criminal de Niterói. Após o interrogatório, a Justiça decidirá se ele será ou não levado a júri popular pelo crime.

Leia também: Demora de Flordelis pode garantir liberdade ao filho preso; entenda o caso

Em relação a Lucas, a Justiça já decidiu que ele será levado a julgamento. Ambos estão presos desde o crime, que ocorreu em junho do ano passado.

    Veja Também

      Mostrar mais