Ronnie Lessa (esquerda) e Élcio Queiroz (direita) foram presos acusados de matar a vereadora Marielle Franco
Divulgação/Polícia Civil
Ronnie Lessa (esquerda) e Élcio Queiroz (direita) foram presos acusados de matar a vereadora Marielle Franco

O policial militar aposentado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio Queiroz , acusados pela morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes serão julgados pelo Tribunal do Júri, segundo a decisão emitida nesta terça-feira (10), pelo juiz Gustavo Kalil, da 4ª Vara Criminal.

Leia mais: Justiça bloqueia bens de Ronnie Lessa e Élcio Queiroz e quebra sigilo bancário

Os dois serão julgados por duplo homicídio e tentativa de matar uma ex-assessora de Marielle que estava no carro quando o crime aconteceu. No dia 14 de março o crime completa dois anos. Apesar da decisão, não há data para que os julgamentos aconteçam. 

Os réus estão detidos desde maio de 2019 na penitenciária federal de Porto Velho, em Rondônia. Ambos negaram em depoimento que estariam envolvidos na morte de Marielle e Anderson . Ronnie foi acusado de atirar contra as vítimas e Élcio de dirigir o carro usado no crime. 

Leia também: Adolescente cai de cobertura de prédio enquanto tirava selfie e morre

Na versão dos suspeitos, no momento em que a vereadora Marielle e o motorista Anderson morreram, eles estariam em um bar assistindo ao jogo do Flamengo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários