Guarujá
Reprodução/TV Globo
Deslizamento no morro dos Macacos, no Guarujá, causou a morte de ao menos três pessoas

A forte chuva que atingiu o litoral de São Paulo desde a noite de segunda-feira até a manhã desta terça (3) causou a morte de ao menos 13 pessoas, além de deslizamentos e outros transtornos na região. As cidades mais atingidas foram Santos, São Vicente e Guarujá.

A maior tragédia causada pela chuva até o momento aconteceu no morro do macaco molhado, no Guarujá, onde quatro pessoas após um grande deslizamento de terra atingir o local. Uma mãe e uma criança, além de um bombeiro que realizava a tentativa de resgate, acabaram morrendo. Um segundo bombeiro que estava desaparecido também foi encontrado morto.

No Guarujá, que foi atingido por 272mm de chuva em apenas 24h, quantidade maior do que a esperada para todo o mês de março, houve um segundo deslizamento, na região da Enseada, em que outras duas pessoas morreram.

Em São Vicente, um deslizamento de terra na rua Saturnino de Brito, que divide o morro com o mar, matou um casal de idosos. Segundo informações da Defesa Civil do Estado de São Paulo, uma terceira pessoa estava na residência e foi resgatada pelos bombeiros. Em outro ponto, uma grande erosão atingiu um asilo e causou a morte de um idoso que morava no local.

Santos
Reprodução/TV Globo
Em Santos, carro foi destruído após queda de árvore na entrada da cidade

Já em Santos, uma mulher de 30 anos, que não foi identificada, morreu após deslizamento no morro do Tetéu. Outras três pessoas, entre elas uma criança com lesões graves, foram encaminhadas para hospitais da região. Houve incidentes também nos morros do Fontana e São Bento.

Além das mortes e deslizamentos, a chuva causou transtornos para os motoristas da região. Dois trechos da rodovia Cônego Domênico Rangoni ficaram completamente interditados, um por alagamento e outro por queda de barreira, e forçaram os motoristas a aguardar por horas sem poder sair do lugar.

Em nota, a Defesa Civil do Estado de São Paulo fez um balanço das tragédias causadas pela chuva e informou que uma pessoa seguem desaparecidas na região.

Confira a íntegra da nota

A Defesa Civil do Estado informa que as fortes chuvas que caíram sobre a região da Baixada Santista nesta madrugada provocaram ao menos dez óbitos nas cidades de Guarujá, Santos e São Vicente. Uma pessoa continua desaparecida.

O Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel Walter Nyakas Junior, está na região para se reunir com prefeitos e avaliar as primeiras necessidades.

Dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil do Estado indicam que o acumulado nas últimas 12 horas de chuvas no Guarujá foi de 282 mm, em Santos de 218 mm, em Praia Grande 170 mm, São Vicente 169 mm e Mongaguá 160 mm, Cubatão 132 mm e Itanhaém e Bertioga o acumulado foi de 110 mm.

A previsão para toda a terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral São Paulo, isso inclui toda a região da Baixada Santista devido a formação de uma área de baixa pressão no litoral de São Paulo e a circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

    Veja Também

      Mostrar mais