Máquina de lavar
Pixabay/Creative Commons
Menino morreu por asfixia dentro de máquina de lavar

O pai de uma criança de quatro anos foi absolvido após ela morrer asfixiada por ter ficado presa dentro de uma máquina de lavar . O homem era acusado de ter prendido o filho dentro do aparelho como retaliação à morte do gato de estimação da família. O crime ocorreu em 2011 e a sentença foi dada pelo Tribunal do Júri de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, que acatou tese defendida pela 13ª Promotoria de Justiça.

Segundo a promotoria, o filho entrou sozinho na máquina de lavar e, como prova, foram utilizados vídeos que mostram crianças entrando no aparelho e se trancando dentro dele. A conclusão também foi dada com base no discurso do pai, que afirma que encontrou o filho já morto dentro da máquina.

Leia também: Criança cai de 4 metros e fica presa em vão entre paredes; assista

Em um primeiro júri, feito em 2017, o pai foi condenado a 18 anos de prisão, mas teve a sentença revertida após a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná dizer que o caso foi concluído com base apenas na perícia do eletrodoméstico.

Depois da anulação também foram ouvidas testemunhas que estavam com o acusado em sua empresa quando o mesmo saiu à procura do filho e, pouco tempo depois, retornou com o menino nos braços.

    Veja Também

      Mostrar mais