injúria racial
Ofotográfico / Agência O Globo
Bloco Cordão da Bola preta desfilou pelas ruas do centro do Rio neste sábado (22).

Guardas municipais prenderam neste sábado, um homem de 24 anos suspeito de injúria racial contra a guarda municipal Leila Magali, durante o Bloco Cordão da Bola Preta, que desfilou no Centro do Rio.

Leia mais: Roubos são proibidos em favelas no Rio após chefes do tráfico serem delatados

Os guardas estavam em patrulhamento na Avenida Almirante Barroso, esquina com Rua Debret, por volta das 11h30, quando o homem passou pelo local, escutou a conversa dos agentes e achou que estavam falando dele. Mesmo com a negativa dos guardas, o homem se exaltou e direcionou ofensas à GM Magali a chamando de "preta macaca".

Após as ofensas, a equipe imediatamente deu voz de prisão ao acusado. Enquanto era levado para a viatura, na altura da Avenida Graça Aranha, o homem tentou fugir , mas foi alcançado pelos GMs e conduzido para a 5ª DP (Centro) onde o caso foi registrado como injúria racial e desobediência.

Leia também: Ao tentar provar que Terra é plana em experimento com foguete, aventureiro morre

"Decidi ir até o fim porque casos assim não podem ficam impunes. Infelizmente este tipo de crime é mais comum do que pensamos. Nossa postura tem que ser firme para que casos assim não se tornem recorrentes ", afirmou GM Leila Magali, de 34 anos, e que está perto de completar nove anos na Guarda Municipal.

Na delegacia, o acusado pagou fiança e vai responder ao processo em liberdade. 

    Veja Também

      Mostrar mais