Rua com água na Zona Leste
Paulo Guereta/Photo Premium/Agência O Globo
Dezenas de pontos de alagamentos se formaram devido a chuvas que atingiram a capital paulista

A Prefeitura de São Paulo decretou neste sábado (15) estado de emergência para alguns bairros da Zona Leste que ainda estão alagados devido às chuvas que atingiram a capital na madrugada de segunda-feira (10). Com isso, agora a cidade pode receber recursos estaduais e federais para fazer obras nesses locais.

Durante evento no diretório municipal do PSDB , o prefeito Bruno Covas disse que não há previsão para que a situação da cidade volta ao normal depois dos temporais, mas anunciou que lançará um plano para a construção de novos piscinões por meio de parcerias público-privadas.

"Algumas áreas [que ainda estão alagadas] dependem exclusivamente do baixamento da carga do rio", afirmou Covas.

Leia também: Governo de São Paulo libera R$ 20 milhões para recuperar estragos das chuvas

Sobre essas áreas que permanecem alagadas mesmo após quase uma semana das chuvas, o prefeito disse que são locais "que estão abaixo da cota do rio", "áreas que já ficaram presas embaixo d'água por meses no ano passado."

Covas ainda prometeu que serão feitas obras para fazer o escoamento da água que ainda está nessas regiões, mas não deu nenhum prazo que elas fossem realizadas.

Leia também: Desenvolvimento desordenado é uma das causas das enchentes em São Paulo

De acordo com os bombeiros, foram registrados 796 chamados para enchentes, 140 para desabamentos e 120 quedas de árvores. Também foram computados 89 pontos de alagamentos, sendo que 23 estavam transitáveis.

    Veja Também

      Mostrar mais