Tamanho do texto

Caso aconteceu nesta terça-feira (7) com uma equipe de oito policiais do 21º BPM, no Rio de Janeiro. Mãe e criança passam bem e foram para o hospital

parto policial arrow-options
Divulgação
Equipe policial que ajudou no nascimento de Arthur. O policial Félix está ao fundo da imagem.

A procura por bandidos e apreensão de drogas durante uma operação policial na comunidade da Caixa D'água, na Vila Tiradentes, em São João do Meriti, na Baixada Fluminense , foi interrompida por um parto que teve de ser realizado pela equipe policial. O caso aconteceu nesta terça-feira (7) com um grupo de oito policiais do 21º BPM. 

Leia mais: Pai que matou filha de 1 ano e foi espancado morreu por hemorragia

Os vizinhos de Maiara, mãe da criança, correram em direção à equipe de polícia para pedir ajuda. O responsável por cortar o cordão umbilical foi o policial Félix, dentro da viatura, enquanto estavam dirigindo para o Hospital Santa Terezinha, em São joão do Meriti. 

"Nunca tinha acontecido isso. Fomos na localidade após recebermos denúncias de elementos comercializando entorpecentes, quando nos solicitaram essa ajuda. Somos uma equipe de oito policiais , cada um teve o seu papel nesse parto. Graças a Deus, a mãe e o Arthur passam bem", disse o PM Félix ao jornal Extra. 

Leia também: Prefeitura de São Paulo gasta mais de R$ 500 mil em 'salário-esposa'

Ao lado dos companheiros de farda, o policial visitou Arthur no hospital e descreveu como 'emocionante' a situação que todos passaram durante o momento do parto. "Agora estou craque", comentou sobre trazer crianças à luz.