Tamanho do texto

Um carro teria parado próximo à estátua da Havan na madrugada do ocorrido e está sendo investigado; a polícia ainda não divulgou suspeitos e ninguém foi preso

Havan arrow-options
Reprodução/Maicon Ernesto
Incêndio deixou estátua completamente destruída


De acordo com a Polícia Civil de São Carlos (SP), o incêndio na estátua da loja Havan , ocorrido na última terça-feira (31), foi criminoso. A polícia investiga um carro que parou na frente da loja na madrugada do ocorrido mas, por enquanto, ninguém foi preso. 

Segundo informações do G1, o delegado do caso analisa as imagens das câmeras de segurança da loja. Nelas, dois carros foram vistos: um foi descartado das investigações, já que apenas parou por apresentar problemas mecânicos; o outro segue sendo alvo de investigações

Além das imagens, a polícia também deve ouvir o vigilante da Havan que trabalhava na madrugada do dia 31. 

Leia também: Estátua da Liberdade da Havan pega fogo em São Carlos; veja as fotos

Estátua incendiada

A estátua da Liberdade da loja Havan de São Carlos pegou fogo na madrugada da última terça-feira (31), por volta das 5h. As chamas foram rapidamente contidas pelos bombeiros, mas a imagem ficou completamente destruída. Ninguém ficou ferido. 

Na tarde do crime, Luciano Hang , dono da Havan , fez uma transmissão ao vivo em sua página do Facebook sobre o caso. No vídeo, com duração de 25 minutos, ele diz que tem “a certeza que é um ato terrorista”. Hang afirmou, ainda, que uma nova estátua será colocada na Havan de São Carlos.