Tamanho do texto

Em nota à imprensa, Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que analisa vídeo para tentar identificar policial responsável pela abordagem

Dois frames de policial abordando mulher arrow-options
Twitter/Reprodução
Vídeo foi publicado nas redes sociais

O vídeo de uma abordagem realizada por um policial a uma professora na cidade de Bauru, no interior de São Paulo , durante a ocupação de uma escola na noite da segunda-feira (16) viralizou nas redes sociais. Um dos motivos do compartilhamento do vídeo é a forma como o policial fala com a docente.

"É uma ordem policial, seu documento, você está sendo abordada agora", fala o policial, aos gritos. A professora , de braços cruzados, afirma “Você não pode falar assim comigo. Eu só estou orientando os menores, que eles são menores e eles só podem conversar quando os pais chegarem”.

Leia também:Polícia diz que não viu apologia ao nazismo em caso de homem com suástica em bar

A docente pede que chamem o advogado e diz que não vai pegar o documento, é ameaçada a ser enviada à delegacia, tem às mãos retiradas a força do bolso enquanto o policial começa a gritar. "Você está pensando o que? Isso aqui é polícia".

A Escola Lenio Vieira de Moraes foi ocupada por alunos por volta das 20h da segunda-feira (16) e a polícia chegou ao local poucas horas depois. Segundo alunos, os policiais tentaram arrombar uma porta e ameaçaram prender uma professora. A informação do arrombamento não foi confirmada, mas a ameaça de prisão por resistência está no vídeo abaixo, que é investigado pela SSP . Confira:


Em nota sobre a abordagem , a SSP afirmou que "A Polícia Militar esclarece que analisa as imagens para identificar o policial envolvido e as circunstâncias relativas aos fatos”.