Tamanho do texto

Vítimas relataram que religioso ofereceu passeio enquanto vendiam bala em um semáforo do Guarujá. Padre foi preso e está à disposição da Justiça

homem de batina arrow-options
Divulgação
Padre foi preso e está à disposição da Justiça

Um padre de 43 anos foi preso após estuprar um adolescente de 14 em situação de vulnerabilidade social dentro de um shopping na cidade do Guarujá, no litoral de São Paulo, na última segunda-feira (9).

A vítima de Anderson Moraes Domingues estava em um grupo de amigos vendendo balas em um sinal da cidade quando o padre parou o veículo, comprou a mercadoria, saiu do local e voltou cerca de dez minutos depois oferecendo um passeio, milk shake, uma ida ao cinema e brincadeiras aos jovens em um shopping da região.

Leia também: Falso padre prometeu cura espiritual para leucemia que vítima não tinha

Os garotos aceitaram a oferta e seguiram até o local com o padre. Desconfiados das atitudes do homem após o cumprimento das promessas dele, os adolescentes avisaram ao segurança do local o que estava ocorrendo e se esconderam dele no banheiro, mas o padre os encontrou e conseguiu capturar um dos jovens no local. O adolescente reagiu, gritou e lutou com o padre, chamando atenção dos seguranças em alerta.

O padre foi preso em flagrante por estupro e favorecimento de prostituição. Ele está à disposição da justiça no 1º DP da cidade litorânea. A Diocese de Campo Limpo afirmou que medidas cabíveis no meio eclesiástico serão tomadas. Em nota, ela afirmou, ainda, que está "unida em oração pelos que sofrem".