Tubarão
Creative Commons/Wikimedia
Por conta da caça predatória, animal está em risco de extinção.

Um tubarão anequim fêmea, considerado o animal mais rápido da espécie, foi encontrado na última quarta-feira (27) em uma praia da cidade de Mongaguá , no litoral de São Paulo. O pescador Juliano Fernando de Almeida, 42, foi o responsável por avistar e tentar salvar o animal, que estava seriamente debilitado.

Leia também: Banhistas resgatam tubarão-branco que encalhou em praia; assista

Juliano estava preparando sua rede de pesca quando percebeu uma movimentação estranha nas ondas. Ao se aproximar, ele encontrou o tubarão próximo à areia e acreditou que o animal estava morto. Porém, para sua surpresa do pescador, o tubarão mais rápido do mundo ainda estava vivo. Confira o registro feito por Juliano:

Segundo o pescador , o animal pesava aproximadamente 35 quilos e tinha mais de um metro de comprimento. Ao notar que o tubarão estava vivo, Juliano retirou o animal da água, levou-o para uma barraca de pescadores e acionou o Instituto Biopesca - entidade que monitora animais marinhos encontrados nas praias de São Paulo. 

Entretanto, quando a equipe do instituto chegou ao local, o tubarão já estava morto. Apesar de ter sido encontrado na costa, o tubarão anequim, também conhecido como tubarão-mako, costuma habitar águas distantes. Em curtas distâncias, o animal pode atingir uma velocidade de 88 km/h. Por conta da caça predatória, a espécie corre risco de extinção.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários