sus
Agência Brasil
SUS

Uma mensagem sobre mudança na distribuição de verbas no Sistema Único de Saúde (SUS) viralizou nas redes sociais ao longo da semana. Pedindo que todos brasileiros fizessem cadastro no sistema para que as verbas aumentassem, o texto, assinado supostamente pela escritora Márcia Denser, repassa algumas informações falsas.

Veja mensagem na íntegra abaixo:

“Avisem a todos p/ se cadastrarem no SUS , porque de janeiro em diante as verbas federais p/ a saúde será APENAS pelo número de cadastrados e não pelo total da população! Atualmente só 36% das pessoas estão cadastradas; precisamos garantir mais verbas para o SUS!”

Leia também: Aumento de mortalidade no país está diretamente ligado a corte de verbas no SUS

Um dos motivos para a criação da confusão na mensagem pode ser o programa "Previne Brasil", anunciado pelo Ministério da Saúde no começo de novembro. Por meio dele, algumas regras de destinação de verbas do SUS mudarão, mas indicadores de desempenho da população e adesão a programas sociais como o Saúde na Hora e Saúde Bucal, serão levados em consideração para a distribuição dessas verbas.

Além da informação equivocada sobre a forma de distribuição de verbas, o número de pessoas cadastradas no SUS não é verídico. Segundo dados da pasta da Saúde, 64% dos usuários do SUS são cadastrados e apenas 36% não estão no cadastro, que é realizado pelos municípios brasileiros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários