Lei seca
Reprodução/Facebook
Para fugir da blitz da Lei Seca uma mulher atropelou um jovem que não resistiu e morreu

A Polícia Civil pediu neste sábado (26) a prisão de Karla Vasconcelos, acusada de  atropelar um jovem de 24 anos ao tentar fugir com seu veículo, na contramão, de uma blitz da Lei Seca, em Sulacap, na Zona Oeste, na noite de quinta-feira. A tentativa de fuga foi registrada em vídeo por testemunhas. A ação foi captada por câmeras.

Leia também: Trump confirma morte de líder do Estado Islâmico: "morreu como um cachorro"

O motociclista Jonatan Lima da Silva, que retornava do trabalho, chegou a ser levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, mas morreu horas depois. Ele será enterrado na tarde deste domingo no Cemitério Jardim da Saudade. "Era um jovem trabalhador, morava com os pais e ajudava no sustento da casa. Comprou a moto tem três anos com o dinheiro do trabalho de telemarketing e nunca tinha sofrido um acidente. Os pais estão à base de calmantes", afirmou Ricardo Lima, tio do rapaz.

Inicialmente, o caso foi registrado na 35ª DP (Campo Grande), que atua como central de flagrante na madrugada. Na ocasião, Karla foi indiciada por h omicídio culposo , ou seja, sem intenção de matar, e liberada com o pagamento de uma fiança de R$ 1 mil — mesmo com os depoimentos de agentes da Lei Seca afirmando que ela somente não fugiu do local porque foi contida por populares.

"O código de trânsito não permite a prisão em flagrante de quem não foge do local, é um benefício que a lei dá ao autor do delito. Mas foi presa pela embriaguez e pagou fiança. Não compreendi que ela teve intenção de matar", disse o delegado Adriano Leal, titular 35ªDP.

Leia também: Frota é atacado ao criticar Bolsonaro: "Volta a fazer filme pornô"

No entanto, o caso foi repassado para a 33ª DP (Realengo) e recebeu nova interpretação. "Na contramão, em alta velocidade, bêbada: assumiu a possibilidade de matar alguém. Indiciei por homicídio doloso qualificado e solicitei a prisão ", disse o delegado Reginaldo Guilherme. Até a noite de sábado, a Justiça não havia decidido sobre o pedido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários