Tamanho do texto

Caso foi registrado na cidade de Areial, na Paraíba. Após crime, mulher jogou pênis da vítima na casa da amante e tentou se matar tomando ácido

Portão de casa arrow-options
TV Paraíba/Reprodução
Crime foi registrado na cidade de Areial, na Paraíba

A mulher de 42 anos que matou o companheiro, cortou o pênis dele e jogou na casa da amante do rapaz na cidade de Areial, no Agreste da Paraíba, estava na mesma casa que a filha de 11 meses e cometeu o crime na frente do filho de 13 anos.

Segundo a polícia, a mulher identificada como Merivânia Gabriel dos Santos, tinha brigas constantes com Luiz de Almeida por causa de ciúmes . "Ela estava sendo chantageada pela namorada dele, ele tinha outras, ela pegava o telefone dele na hora que tava mais ele e ligava para ela dizendo isso e aquilo", afirmou a irmã de Merivânia, em entrevista à TV Paraíba. 

Leia também: Pênis de idoso dos Estados Unidos passa por processo de calcificação e vira osso 

O delegado responsável pelo caso, Kelsen Vasconcelos, afirmou que um dos filhos da vítima, de 13 anos, estava no portão de casa e presenciou todo o crime. Após matar o rapaz, a mulher jogou ácido no rosto dele, cortou o pênis do homem e levou até a casa da amante dele, a poucos metros do local. 

A mulher também se feriu e tomou ácido muriático após matar o companheiro . Ela foi socorrida para o hospital e deve responder pelo crime após receber alta. Após investigações, a polícia descobriu que o Merivânia também era amante de Luiz e ele tinha uma família “oficial” em outra cidade paraibana.