Tamanho do texto

Decisão é da 7ª Câmara de Direito Criminal de São Paulo. Justiça entendeu que condutor não representa risco para o andamento do processo

porshe destruído arrow-options
Divulgação/Polícia Civil
Motorista do Porshe se apresentou à polícia, mas não ficará preso


O  motorista que atropelou uma idosa na última sexta-feira (26), em São Paulo,enquanto dirigia um automóvel da marca  Porsche, teve sua prisão revogada pela 7ª Câmara de Direito Criminal de São Paulo. Fabio Alonso de Carvalho estava com prisão temporária decretada desde sábado.

Leia também: Motorista de Porsche suspeito de matar idosa atropelada se entrega à polícia

 Por volta das 6h de sexta-feira, a diarista Audenilce Bernardina dos Santos, de 65 anos, estava a caminho do trabalho quando foi atropelada no cruzamento da Rua Augusta com a Alameda Franca, no bairro Jardins. Uma testemunha disse que o motorista do Porshe chegou a sair do carro e olhar para a idosa atropelada, mas voltou para o carro e saiu.

Policiais identificaram o proprietário do automóvel no mesmo dia e foram até a sua casa. Durante o final de semana, foram realizadas buscas em mais de 20 endereços. Carvalho só se entregou após negociações de seus advogados com a polícia.

Leia também: Idosa é atropelada por Porsche na faixa de pedestres e morre em São Paulo

Na decisão, o relator Reinaldo Cintra entendeu que o motorista em liberdade não representa risco de obstrução as investigações.

Reincidência

Essa não é a primeira vez que Carvalho se envolve em um atropelamento com morte. Em 2014, segundo informações processuais do Tribunal de Justiça de São Paulo, ele atropelou e matou um motoboy enquanto dirigia um Ford Mustang na região do Itaim Bibi, também na capital. Na ocasião, ele avançou o sinal vermelho, bateu o carro contra a motocicleta, e fugiu do local sem prestar socorro.

De acordo com o processo, ele foi julgado e condenado, em maio deste ano, à pena de dois anos e oito meses em regime semiaberto. A pena ainda exigia a proibição para se obter a permissão ou habilitação para dirigir também por dois anos e 8 meses, a serem contados a partir da condenação (10 de maio de 2018).

O Porshe dirigido por Carvalho é avaliado em mais de R$ 300 mil. O carro é capaz de alcancar a velocidade de 360 Km/h.