Tamanho do texto

Imagens mostram como ficou o veículo após ser alvejado diversas vezes pelo agente penitenciário, que foi preso ainda no local por agente da polícia civil

Carro
Reprodução/Internet
Imagens mostram como ficou o carro após os disparos

Um vídeo que circula nas redes sociais nesta terça-feira (9) mostra como ficou o carro onde estava uma família que foi alvo de vários disparos dados por um agente penitenciário, no último domingo (7). O registro foi feito por uma mulher que estava no banco traseiro e diz ter escapado da morte. O servidor da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) Cristóvão da Silva Nunes foi preso em flagrante.

Leia também: Objetivo é aprovar texto-base da reforma até esta quarta-feira, diz Maia

Ela conta pelo menos nove marcas de tiros no carro e aponta para um, no banco traseiro, onde a mulher disse que estava sentada. "O pior de todos: está vendo o tiro no banco? Exatamente onde eu estava. Se eu não tivesse abaixado, tinha tomado um tiro no meio dos meus peitos", narra a mulher.

Segundo relatos, o agente penitenciário teria confundido o veículo com o seu, que foi roubado. A PM foi acionada e levou detido o atirador, mas não se sabe se ele permaneceu preso na 35ª DP (Campo Grande).

Um homem que estava no veículo foi atingido de raspão no braço e socorrido ao Hospital Municipal Albert Schweitzer. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que "foi instaurado um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar o caso".

De acordo com a 35ª DP (Campo Grande), Cristóvão foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.

Leia também: Senado deve votar hoje projeto que obriga presos a pagarem despesas na cadeia