Tamanho do texto

Auxiliar de enfermagem jogou álcool pela janela de um quarto da residência, em Mongaguá; vítima diz que estava com três crianças e um bebê no local

IstoÉ

incêndio em casa
Reprodução
Mulher foi presa por incendiar casa para expulsar inquilina no litoral paulista

Uma auxiliar de enfermagem, de 24 anos, foi presa em flagrante após atear fogo em uma residência que pertence à mãe dela em Mongaguá, no litoral paulista. O crime foi cometido para forçar a saída de uma inquilina do imóvel, que estava alugado para uma vigilante de 37 anos. As informações são do G1 .

mulher teria pedido o imóvel de volta porque a inquilina estava com o aluguel atrasado há mais de um mês. Com a casa desocupada, a filha moraria na residência, que fica no bairro balneário Anchieta.

Leia também: Dia de fúria! Após ter luz cortada, homem destrói carro da Light; assista

De acordo com informações, a inquilina se mudaria justamente no mesmo dia da ordem de despejo, mas não conseguiu por conta da chuva que caiu durante a tarde. A auxiliar de enfermagem, então, jogou álcool pela janela de um quarto e botou fogo na casa . A vítima conta que ela estava com três crianças e um bebê de apenas três meses no local, mas ninguém se feriu. O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar as chamas, que se espalharam rapidamente.

mulher foi presa em flagrante pelo crime de incêndio doloso, quando é intencional, e foi detida na Cadeia Pública da cidade. A pena para o crime varia entre quatro e oito meses de prisão. Em depoimento à polícia, ela disse que “perdeu a cabeça” e negou que alguém estivesse na casa no momento do crime.