Tamanho do texto

Indagado sobre a cidade estar parada após as fortes chuvas que caíram na cidade, prefeito carioca se irritou e acusou emissora de fazer "chantagem"

Marcelo Crivella empurra microfone de repórter da Globo
Reprodução
Momento em que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), empurra microfone de repórter da Globo

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), discutiu com uma repórter da Rede Globo durante entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (11) e acusou a emissora de fazer "campanha" contra a cidade e querer apenas "publicidade" da prefeitura.

O entrevero começou quando a repórter disse que a cidade estava parada por conta dos temporais que deixaram dez pessoas mortas e diversos pontos de alagamentos e engarrafamento. "A cidade não está parada. É impressionante como a Globo faz campanha contra o Rio de Janeiro", disse Crivella .

Leia também: Por chuvas e crise econômica, Crivella decreta estado de calamidade no Rio

O prefeito ameaçou deixar a entrevista e ao retornar subiu o tom após a jornalista insistir na questão. “É por isso que o presidente Bolsonaro já não dá mais crédito para vocês”, afirmou. Após a profissional terminar sua pergunta, o mandatário carioca prosseguiu.

"É impressionante como a Rede Globo de televisão é absolutamente contra a cidade do Rio de Janeiro . Televisão que anuncia o tempo todo os problemas do Rio, que faz drama sobre coisas corriqueiras que acontecem desde que eu nasci."

A repórter voltou a cortá-lo e então Crivella decidiu se virar e responder apenas aos outros profissionais presentes, afastando o microfone da Globo com as mãos. “Lamentamos profundamente nossas tragédias, mas é preciso aprender com elas", iniciou.

"E não fazer campanha política, não fazer exploração. O que a Globo quer é dinheiro em sua propaganda. O que ela quer é que a gente faça uma festa no carnaval e ela possa vender R$ 240 milhões com a prefeitura pagando. E isso é chantagem. Seguramente não vão colocar isso no ar”, disparou Crivella .

Assista abaixo


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.