Tamanho do texto

Presidente falou que vítimas do acidente serão prioridade, enquanto vice isenta o atual governo de culpa: "Essa conta não pode vir para a gente"

O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou sobre a tragédia em Brumadinho
Alan Santos / PR
O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou sobre a tragédia em Brumadinho

O Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão se posicionaram sobre a tragédia na cidade de Brumadinho. O presidente afirmou, em proununciamento oficial, que irá sobrevoar a região do incidente com o governador do estado, Romeu Zema, para avaliar os danos. Ele ainda disse que as vítimas do ocorrido serão prioridade. O vice, por sua vez, isentou o atual governo de culpa pelo acidente.

"Nós vamos reavaliar os danos e tomar todas as medidas cabíveis para minorar o sofrimento dos familiares de possíveis vítimas, bem como a questão ambiental", disse o presidente, em fala rápida sobre o acidente em Brumadinho .

Mais cedo, em entrevista a Rádio Regional FM.net, de Brumadinho, Bolsonaro  também falou sobre o ocorrido. “Vamos tentar diminuir o tamanho do mal que essa barragem, ao se romper, proporciona ao meio ambiente e junto à população. Não quero culpar os outros pelo que está acontecendo, mas algo está sendo feito errado ao longo dos tempos”, disse o presidente.

“Acionamos um gabinete de crise aqui em Brasília e ficaremos antenados 24 horas por dia para prestar informações à população, para colhê-las também, de modo que possamos minimizar mais essa tragédia depois da [tragédia] de Mariana. A gente esperava que não tivesse uma outra, até por uma questão daquela servir de alerta, mas infelizmente temos esse problema agora”, informou.

Mourão , por sua vez, disse que o atual governo não pode ser responsabilizado pela tragédia. Essa conta não pode vir pra gente, não pode vir para nosso governo, porque nós assumimos faz 30 dias. Ali é uma empresa privada, a Vale é uma empresa privada. É preciso apurar o que houve, era considerado a barragem com menor grau de risco", disse.

No início da tarde, Bolsonaro já havia informado informou, através das redes sociais, que os ministros Gustavo Henrique Canuto, do Desenvolvimento Regional, Bento Costa Lima Leite, de Minas e Energia e Ricardo Salles, do Meio Ambiente estavam à caminho da cidade de Brumadinho.

 Entenda a tragédia em Brumadinho

Barragens da mineradora Vale se rompeu em Brumadinho (MG)
Reprodução
Barragens da mineradora Vale se rompeu em Brumadinho (MG)

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu na cidade de Brumadinho , Região Metropolitana de Belo Horizonte, na tarde desta sexta-feira (25). O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil trabalham no local.

Nas imagens divulgadas nas redes sociais de moradores da região, é possível ver a lama invadindo a cidade e destruindo casas. Até agora, a tragédia contabilizou quatro pessoas feridas. 

Leia também: Tragédia de Mariana faz três anos, mas julgamento está longe de ser concluído

Por conta do rompimento da barragem, que aconteceu na Mina Feijão, em Brumadinho moradores da parte mais baixa da cidade foram retirados de suas casas pelas autoridades. A prefeitura local emitiu um comunicado pedindo para que os moradores não se aproximem das margens do Rio Paraopeba.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.