Tamanho do texto

Cadáveres e cabeças foram encontrados em diferentes áreas da cidade; investigação trabalha com a possibilidade de ligação com o crime organizado

Terceiro corpo decapitado foi encontrado em Goiânia
Divulgação
Terceiro corpo decapitado foi encontrado em Goiânia

As autoridades da cidade de Goiânia estão mobilizadas para resolver uma série crimes misteriosos e brutais. Nos últimos dez dias, a polícia local encontrou três corpos decapitados na Região Metropolitana da capital do estado de Goiás, além de duas cabeças. A Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), que lidera as investigações, afirmou que não é possível confirmar se os casos tem ligação entre si.

Leia também: Homem é preso após matar e arrancar coração de travesti: "Era um demônio"

A primeira cabeça foi encontrada por um pedestre na calçada de um shopping na Avenida Perimetral Norte, região norte do Goiânia  na manhã do dia 13 de fevereiro. O transeunte acionou a polícia. Já no Instituto Médico Legal (IML), a cabeça foi reconhecida pela família da vítima, mas a identidade do homem não foi revelada pelas autoridades. 

Na testa da cabeça decapitada estava gravada, com cortes, a sigla "TD2", uma gíria utilizada por criminosos que significa "tudo dois" ou tudo em paz. Por conta desse detalhe, a investigação começou a trabalhar com a ligação da morte com o crime organizado.

No dia 17, um corpo decapitado foi resgatado do Rio Meia Ponte, no Setor Negrão de Lima, regial central da capital goiana. Por meio de impressões digitais, a polícia conseguiu determinar que o cadáver era da mesma pessoa cuja cabeça havia sido encontrada dias antes.

Nesta segunda-feira (21), um segundo corpo sem cabeça foi encontrado em Hidrolândia, Região Metropolitana da capital. Moradores da região acharam o cadáver e acionaram a polícia.

Leia também: Juíza ordena Mackenzie a anular expulsão de aluno que fez vídeo racista

No dia seguinte, uma cabeça em estado de decomposição foi achada na Vila Brasília, em Aparecida de Goiânia, também na Região Metropolitana. A equipe da Polícia Técnico Científica esteve no local e constatou que trata-se de um homem, de aproximadamente 26 anos, e de pele morena. Ainda não se sabe se a corpo encontrado no dia 21 e a cabeça encontrada no dia 22 pertencem à mesma pessoa.

Nesta quarta-feira, um terceiro corpo decapitado foi encontrado, dessa vez no conjunto Primavera, região noroeste de Goiânia. O cadáver foi achado pela Guarda Civil Metropolitana de Goiânia, que fazia buscas por um homem desaparecido. De acordo com o comandante da ação, Cláudio Carvalho, as características físicas e as roupas batem com o homem que estava sendo procurado, mas a identificaçã oficial só poderá ser feita pelo IML. Ainda de acordo com o agente, o corpo estava enterrado, mas com os braços para fora da terra.

Apesar do padrão e do pouco tempo entre a descoberta dos mortos, a DIH de Goiânia   diz que não é possível afirmar que os casos têm alguma ligação. A polícia ainda não trabalha com a linha de investigação sobre um assassino em série.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas