Tamanho do texto

Acusado pela morte da bancária Lilian Calixto, Denis Furtado defendeu sua atuação; médico estava foragido e foi preso nesta quinta-feira junto a mãe

Doutor Bumbum afirmou que o seu ambiente de trabalho tinha condições adequadas para cirurgia
Fernando Frazão/Agência Brasil - 19.7.18
Doutor Bumbum afirmou que o seu ambiente de trabalho tinha condições adequadas para cirurgia

O médico Denis Furtado, conhecido como Doutor Bumbum, declarou nesta quinta-feira (19) que o procedimento estético na bancária Lilian Calixto  foi feito de maneira correta e que a justiça será feita.

Doutor Bumbum , de 45 anos, é acusado pela morte da bancária após um tratamento estético nos glúteos e foi preso na tarde de hoje em um centro empresarial na Barra da Tijuca , na zona oeste do Rio de Janeiro. A mãe dele, Maria de Fátima Furtado, também foi presa.

Eles foram levados para a16ª Delegacia de Polícia. O médico concedeu entrevista aos jornalistas ao lado da delegada Adriana Belém, e de seu advogado, Marcus Braga.

"Foram requisitados todos os exames compatíveis ao risco cirúrgico. O procedimento foi correto, foi lícito. O que a paciente usou de medicamentos lá no [hospital] Barra D'Or, eu não tenho ciência. Eu tenho certeza de que a minha atuação como médico foi correta", disse Denis.

A bancária, que era de Cuiába e foi ao Rio para a cirurgia, foi atendida no hospital no último sábado (14) e morreu no domingo (15).

De acordo com Denis Furtado , após o procedimento, Lilian estava lúcida e andando. O médico também afirmou que o seu ambiente de trabalho, a cobertura onde morava e foi feito o procedimento, tinha condições adequadas para cirurgia, chamada de bioplastia. Ao fim da entrevista, declarou: "A justiça será feita". 

A delegada Adriana Belém disse que ele é a mãe, Maria de Fátima Furtado, serão ouvidos durante a noite e que deverão seguir para o sistema prisional nesta sexta-feira (20).

Ambos foram indiciados por homicídio qualificado e associação criminosa e tiveram as prisões provisórias decretadas. Se for condenado, o médico poderá pegar até 36 anos de prisão.

Entenda o motivo pelo qual o Doutor Bumbum foi preso

Lilian, a paciente de Furtado, viajou de Cuiabá, no Mato Grosso, para o Rio de Janeiro, a fim de realizar uma intervenção plástica nos glúteos com Denis Furtado – que tem quase um milhão de seguidores nas redes sociais.

No último sábado, perto das 22h, ela foi atendida pelo médico, em seu apartamento, uma cobertura na Barra da Tijuca. Porém, passou mal logo após o procedimento . O procedimento teria custado R$ 20 mil.

Segundo as investigações, Lilian teve que ser levada ao hospital Barra D'or, também na zona oeste do Rio. Foi o doutor Denis Furtado mesmo quem a levou ao hospital. No entanto, ela não resistiu e morreu. 

De acordo com os médicos que examinaram Lilian, Denis Furtado usou a substância PMMA na bancária. A sigla significa polimetilmetacrilato, material parecido com plástico, composto por microesferas e utilizado para fazer preenchimentos corporais e faciais.

Apesar de aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o produto é indicado para situações pontuais e deve ser aplicado em pequenas quantidades.

Leia também: Tribunal nega liberdade a ‘Dr. Bumbum’, foragido desde a morte de bancária

Antes mesmo de ser divulgada a notícia de que o  Doutor Bumbum foi preso, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) também já tinha informado, por meio de uma nota, que abriu uma sindicância para apurar os fatos relacionados ao caso.